top of page

Formação acadêmica em Quiropraxia, sim



A quiropraxia se concentra no diagnóstico, tratamento e prevenção de distúrbios do sistema músculo-esquelético, especialmente coluna vertebral.


Para tornar-se um quiroprático, o primeiro passo é obter uma formação acadêmica adequada e realizar um programa de graduação em quiropraxia. O programa de graduação em quiropraxia geralmente leva cerca de quatro a cinco anos para ser concluído.


Durante esse tempo, estuda-se ciências básicas, como anatomia, fisiologia, neurologia e patologia, além de aprender técnicas de diagnóstico e tratamento quiropráticos específicos. Outras habilidades práticas, como aconselhamento nutricional e exercícios terapêuticos, são bem-vindas, enriquecendo seus conhecimentos e ampliando a visão sobre o bem-estar do seu paciente.

Após a conclusão do programa, você precisará obter uma licença para praticar quiropraxia em sua jurisdição. Os requisitos variam de acordo com o país e estado/província, mas geralmente incluem a conclusão de um exame nacional e/ou estadual e a conclusão de um período de estágio supervisionado.

A quiropraxia é uma prática regulamentada em muitos países e que as regulamentações podem variar significativamente entre as jurisdições.


Medicina de primeiro mundo


Na Nova Zelândia, por exemplo, a quiropraxia é uma profissão regulamentada. Os quiropraxistas são registrados pelo Conselho de Quiropraxia da Nova Zelândia (Chiropractic Board of New Zealand). O conselho é responsável por estabelecer padrões para a prática da quiropraxia, garantir que os quiropraxistas estejam adequadamente qualificados e licenciados e supervisionar a conduta ética dos profissionais.

Lá a quiropraxia é amplamente reconhecida como uma forma segura e eficaz de tratamento de problemas musculoesqueléticos, como dores nas costas, pescoço e articulações sendo frequentemente usada em conjunto com outras formas de tratamento, como fisioterapia e medicamentos prescritos por médicos.


A maioria dos quiropraxistas na Nova Zelândia é formada em universidades no exterior, principalmente na Austrália e nos Estados Unidos.



Comments


bottom of page